sábado, 21 de maio de 2016

Comunicado: Blog suspenso por tempo indeterminado.

COMUNICADO:

ESTE BLOG ESTÁ SUSPENSO POR TEMPO INDETERMINADO.

FECHADO PARA BALANÇO. 

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Resuminho número XVII. ( O incompreensível e o surreal).

O que está acontecendo?

Não sei...

Não se o que dizer... Não sei o que falar, não sei o que escrever...como agir?

Hoje a cabeça escapou por um fio do facão. Hoje foram três e curiosa e estranhamente foi do meio para um fim de tarde (entre 15 / 17 hs).

Só sei que estou triste.

Tudo parecia aparentemente normal e tranquilo. Mas é aquela coisa. É um trecho de uma letra de música na cabeça que fica a chamar atenção, é um movimento de uma pessoa que te chama atenção, olhares, comportamentos, energia de ambiente... Me agarrando muito nas mãos de Deus.

E é complicado...as nossas reações pessoais muitas vezes não se enquadram diante de momentos em que seria necessário agir de outra forma que seria mais eficaz. Por exemplo, um momento em que se fica muito nervoso e tenso por uma coisa qualquer ocorrendo. Mentalmente você não quer aquilo, não quer estar naquele estado, mas seus sentimentos e seu corpo agem e permanecem agindo de modo tenso e nervoso. E aí quando você precisa agir de uma maneira que fosse segura, não funciona. Às vezes você gagueja numa circunstância que não era para ter gaguejado, erra onde não deveria ter errado, diz algo que não era para ter dito naquele instante. E aí quando passa a situação...quando você não está mais vivendo aquilo...é onde surgem pensamentos do tipo eu faria, diria, agiria assim, colocaria desse jeito...E o que adianta??? Já passou. Isso que me é um grande problema. Eu fico imaginando possíveis reações "perfeitas" que eu deveria ter tido na hora, mas que não vem na hora precisa...Só depois que a situação passa é que vem os "faria" e "diria" certeiros da vida. Eu queria ter uma segurança de dentro de mim predominantemente predominante onde eu saberia agir brilhantemente em quaisquer circunstâncias da vida. Esse seria um dos alicerces da plenitude. Essa plenitude que tanto almejo ter. Com ela - penso eu - acredito que me daria sempre bem na vida em qualquer situação. Estar sempre seguro ao dizer as palavras certas, as atitudes certas. Aquele estado de favorecimento absoluto.

Será que é surreal esse desejo do conceito de plenitude que eu tenho? Será que isso é possível ser assim? Quantos estudos, livros, ler e escrever textos ou anos eu teria para adquirir articulação e boa expressão verbal para as pessoas? Ou será tudo ou uma mera ilusão? O compreensível contra ou a favor do incompreensível. Será que estou escrevendo bobagens. A sabedoria vem de Deus e basta. Será que estou confundindo as coisas? Onde encontrar orientação? Oração? Igreja, pastor?

Eu tenho dois livros iguaizinhos chamado "O poder do subconsciente". Quantos finais de semana já me "programei" para não sair a lugar algum e ficar focado do primeiro ao último capítulo desse bendito ou mald...livro. A primeira vez que o obtive em minhas mãos foi em 1997. Um dia minha irmã tirou de mim, achando que não era livro adequado para eu ler. Só depois de muitos anos (trabalhando) que pude adquiri-lo de novo. E até hoje eu não o li PLENAMENTE. Somente os primeiros capítulos. Nunca consegui terminar de ler até o fim. Por quê? Porque eu não sei, sinceramente. Não venha me dizer que "forças ocultas" impedem de realizar o desejo de ler absolutamente o tal livro. Talvez eu leia e nem encontre as respostas para ter uma vida de realização plena em todos os aspectos da vida (os amigos ideais, os filhos ideais, a esposa ideal, a chefia ideal)...

Não é á toa que eu tenha desenvolvido a frase: "A minha imaginação é minha melhor amiga; mas, ela é inimiga número 1 da realidade". Deve ter uns 15 anos (2001) que "criei" essa frase. Acho que foi nesse ano. Não me recordo.

Mas enfim...

Agora é esperar o amanhã, ficar focado positivamente para que a incógnita do amanhã será favorável a mim. O amanhã pertence a Deus e está tudo nas mãos Dele amanhã. Vamos em frente.

Os assuntos no momento no twitter (VI).

quinta-feira, 5 de maio de 2016

Estado de emburrecimento e queda de Q.I..

É, percebi que só quando acontecem coisas ruins que venho neste Blog do Marcinho para desafogar meus problemas.

E hoje, como de costume, não estava demorando, me acontece o que não deve NUNCA ACONTECER.

Eu não sei. Sinceramente...Fico aqui refletindo, pensando, analisando, tentando entender o que não dá para entender.

Parece que quando aquela pessoa vem falar comigo, meu estado de emburrecimento se manifesta. Fico sem reação, sem saber o que dizer, fico com cara de idiota puro. Acredito que a pessoa deva ter "poder sobrenatural" que neutraliza minhas defesas e minha expressão. O resultado? A pessoa acaba tendo uma visão errônea, equivocada e só gerando desconforto e prejuízo a mim mesmo.

Como posso ser tão errante assim? Como vai ser o futuro desse jeito diante de situações como essa dando péssimas impressões? Não quero entrar em detalhes. É um mero desabafo.

Tem uma coisa que sempre afirmo: "Qualquer coisa que eu faça ou deixe de fazer não me prejudica em nada". Há anos digo essa frase a mim mesmo. E ela não surte o efeito desejo. O "Tô no bem, na paz, na harmonia, na saúde e no equilíbrio", também.

Puxa vida, será impossível atingir uma plenitude de realizações plenas e 100% satisfatórias sobre todos os aspectos de vida? Ah...o ideal...ah, o ideal das coisas, o ideal de tudo. Inalcançável?

Eu não quero que só aconteçam momentos bons e ótimos o tempo todo, mas sim, que eu saiba lidar com qualquer tipo de momentos ruins. E literalmente não sei lidar com nenhum imprevisto. É nítido. Há tempos é assim desde que me conheço por gente. Não sei lidar com coisas que não estou preparado naquele momento.

E é incrível. Toda vez quando me sinto preparado para saber lidar com uma situação (por exemplo andar no centro e estar preparado para lidar com ladrão de celular), nada acontece. E aí se vou ao centro e não fico nesse estado de "preparação", se vier o ladrão não saberei o que fazer, somente a lamentar, ficar bravo e ficar imaginando que faria, diria, pensaria, agiria na situação em que não estava pronto. Fóda.

Sei lá, só queria que fosse sexta-feira. Personalidade vaciladora... Como sair dessa?

domingo, 1 de maio de 2016

Resuminho - Ser estranho (XVI).

Resuminho número 16.

video
Ser estranho. Gravação Titãs. Composição de Branco Mello e Tony Bellotto.

A semana se resume sobre tudo o que está nessa letra em minha vida e o que aconteceu. Bem simples.

Sempre que eu acordo
Nunca me recordo
Do lugar onde eu estou

Hoje é um novo dia
Parece o mesmo dia
Igual ao dia que passou

Sempre que eu me deito
Nunca eu aproveito
Eu não sei adormecer

A noite é tão comprida
Eu penso em minha vida
Não consigo entender

O que aconteceu?
O que será que eu sou?

Eu sou essa coisa louca
Eu sou esse ser estranho
Eu sou esse cristo redentor

Eu sou essa santa ceia
Eu sou esse grão de areia
Eu sou esse caso de amor

Sempre que eu acordo
Nunca me recordo
Do lugar onde eu estou

Hoje é um novo dia
Parece o mesmo dia
Igual ao dia que passou

O que aconteceu?
O que será que eu sou?

Eu sou essa coisa louca
Eu sou esse ser estranho
Eu sou esse disco voador

Eu sou essa noite escura
Eu sou essa criatura
Eu sou esse filme de terror

O que aconteceu?
O que será que eu sou?

Eu sou essa coisa louca
Eu sou esse ser estranho
Eu sou esse cristo redentor

Eu sou essa santa ceia
Eu sou esse grão de areia
Eu sou esse caso de amor

Abaixo o próprio Branco cantando ela no violão:

video